Menu
Menu
Saltar para o conteúdo
Escolher as lentes multifocais adequadas facilita adaptação

Escolher as lentes multifocais adequadas facilita adaptação

Por vezes, pode ser necessário um período de adaptação às lentes multifocais. Mas, muitas vezes, a dificuldade de adaptação decorre de uma escolha errada das lentes multifocais. Esses erros podem provocar dificuldades na avaliação da profundidade, dores de cabeça ou até náuseas. O ideal é contar com a ajuda de um profissional.

Concebidas para auxiliar o que se designa normalmente por «vista cansada», um problema que surge normalmente depois dos 40 anos, este tipo de lentes têm de ser corretamente montadas nos óculos, sob pena de provocarem desconforto e inadaptação.

Sinais de inadaptação

  • Enjoo
  • Tonturas
  • Dores de cabeça
  • Mal-estar geral

Esses erros são facilmente corrigidos por um técnico especialista na sua óptica. No entanto, é importante medir corretamente a distância entre o nariz e a pupila do olho e o espaço que vai daí à base da armação dos seus óculos. A qualidade das lentes multifocais que escolher também tem aqui um papel determinante.

Os erros de medição neste tipo de lentes são mais problemáticos, dado originarem equívocos quer na distância de perto, quer na de longe, quer ainda na distância intermédia.

Lentes multifocais são mais frequentes a partir dos 40 anos

A utilização de lentes multifocais é mais frequente a partir dos 40 anos, sensivelmente, dado ser nessa altura que o músculo cristalino começa a perder elasticidade, o que influencia a faculdade de focar a visão.

Isto implica que o utilizador passe a não conseguir ver nitidamente, quer ao longe, quer ao perto. Este tipo de lentes ajudam a ver melhor ao longe, ao perto e também na zona intermédia, o que permite melhorar a visão e, consequentemente, a qualidade de vida. Pode não ser fácil a adaptação às lentes multifocais para todos os utilizadores, mas, normalmente, o problema é superado e as pessoas adaptam-se.

Para saber mais sobre lentes multifocais, aconselhe-se com um dos nossos técnicos.

Artigo anterior Alguns alimentos que melhoram a sua visão!

Deixe um comentário

Comentários terão de ser aprovados antes de aparecerem

* Campos Obrigatórios