Menu
Menu
Saltar para o conteúdo
Lentes prismáticas ajudam a tratar dislexia

Lentes prismáticas ajudam a tratar dislexia

Não é do conhecimento geral, mas muitos dos jovens e crianças que sofrem de dislexia podem ser tratados com a ajuda de lentes prismáticas. Estas lentes especiais são uma das armas da oftalmologia para o tratamento do deficit de postura e de vários tipos de dislexia.

Apesar de inteligentes e de não terem qualquer problema de perceção, algumas crianças e jovens sofrem de problemas de postura que levam à dislexia, que pode ser por vezes grave. As lentes prismáticas ajudam a realinhar o sistema e a restaurar o equilíbrio.

Como funcionam?

Totalmente diferentes das lentes para tratar a miopia, hipermetropia ou astigmatismo, este tipo de lentes têm de ser cuidadosamente concebidas e mantidas com zelo e rigor para que as suas funções permaneçam inalteráveis.

As armações destas lentes também têm de ser cuidadosamente concebidas e mantidas. Para não se correr o risco de piorar a situação. Cabe aos utilizadores, aos pais e aos técnicos de ótica zelarem pela saúde das lentes prismáticas.

Quando utilizar?

As lentes prismáticas têm de ser usadas a toda a hora, durante o dia inteiro. Estando totalmente fora de hipótese a sua utilização parcial, como acontece com os óculos de descanso. São necessárias reavaliações frequentes para garantir que as lentes prismáticas estão a fazer efeito.

Por vezes, com o avançar do tempo e do tratamento, é possível reduzir a prescrição deste tipo de lentes. No entanto, isso não deve ser feito precipitadamente e sem a avaliação correta por parte de um oftalmologista.

Importa recordar que os problemas na vida futura dos utilizadores podem ser graves se a utilização das lentes prismáticas não for a mais correta. A eliminação ou correção do síndrome do deficit postural é importante para o futuro das nossas crianças e jovens.

Para saber mais ou comprar lentes prismáticas, visite uma das nossas lojas.

Artigo anterior Sabia que estamos a fazer uma promoção para a Ralph Lauren?

Deixe um comentário

Comentários terão de ser aprovados antes de aparecerem

* Campos Obrigatórios