O seu formato oval e simples confere aos seus utilizadores um ar moderno e jovial, transmitindo o até um certo mistério. Os óculos de sol Ray-Ban tornaram-se um clássico da moda e fizeram história em cada geração que percorreu, até aos dias de hoje. São o ícone perfeito que se traduzem num símbolo de independência, audácia e liberdade. Desde a sua criação, 1937, até os dias de hoje, os óculos Ray-Ban não têm saído de moda.

 

A origem dos óculos de sol Ray-Ban:

A sua origem data de meados da década de 1920, aquando do crescimento exponencial da indústria de aviação. Foi neste sentido que John A. MacCready, um tenente e piloto de testes da Força Aérea dos Estados Unidos, potenciou o surgimento da marca. John A. MacCready costumava fazer viagens de balão, e numa dessas suas aventuras, ficou demasiado tempo exposto aos raios solares, o que ocasionou irritação e danos em sua retina.

Foi então que ele procurou a Bausch & Lomb, a tradicional empresa ótica fundada em 1853, por John Jacob Bausch e Henry Lomb, para que estes desenvolvessem uma proteção ocular para os pilotos de caça, que enfrentavam sérios problemas de visibilidade em virtude dos intensos raios solares. Garantindo neste sentido um campo claro de visão, aliado com uma boa aparência para manter o status de poder dos militares da época.

A empresa decidiu embarcar no desafio, mas só depois de vários anos e de intensas pesquisas é que apresentou os óculos Anti-Glare Aviator (inspirados nas primeiras máscaras criadas para pilotos de avião no início do século anterior). Munidos de lentes verdes de cristal mineral especial, com armações de metal, banhado a ouro, pesavam apenas 150 gramas.

As sua lentes refletiam e bloqueavam um alto percentual da luz visível, assim com os raios ultravioleta e infravermelho, prejudiciais à saúde ocular.

 

Modelos de óculos de sol Ray-Ban ao longo da história:

Durante toda sua história, a marca Ray-Ban lançou vários modelos que se tornaram verdadeiros ícones e tendências no mundo da moda.

Para além dos clássicos AVIATOR e WAYFARER, os modelos foram vários ao das décadas:

  • SHOOTER (1938): óculos com lentes amarelas, cujas armações eram mais grossas e largas, especialmente desenvolvidos para a utilização em condições de neblina ou nevoeiro.
  • OUTDOORSMAN (1938): armação de metal e muito semelhante ao modelo Shooter. Originalmente chamado de “Skeet Glass”, foi desenhado para um grupo de usuários específicos. Mais pensados para os entusiastas de caça, tiro e pesca.
  • CARAVAN (1957): modelo com armações de metal e lentes retangulares.
  • SMART SET (1958): modelo que apresentava “asas” coloridas.
  • SKI & SPORTS COLLECTION (1960): pensada exclusivamente para a prática de desportos de neve, esta coleção é composta por dois modelos de óculos e lentes.
  • BALORAMA (1967): apresenta-se com um design mais desportivo, e como tal, também extremamente resistente.
  • AMBERMATIC (1974): este modelo revolucionário veio a possibilitar a troca de lentes para se adaptar às diferentes condições climatéricas.
  • NATURALS (1979): uma coleção mais feminina, composta por sete modelos diferentes.
  • WINGS (1980): um modelo unissexo, definido como aerodinâmico e revolucionário, um modelo bastante marcante para a marca..
  • CLUBMASTER (1986): este modelo surge com armações meia-lua, cuja inspiração se baseia no modelo em acetato dos anos 50. Inicialmente disponível apenas com duas estampas: preta e tartaruga. Recentemente, a série foi relançada com seis novas opções de cores e estampas.
  • SMALL METAL: versão reduzida e colorida do tradicional Aviator.
  • GRADIENT SILVER MIRROR: este modelo apresenta-se com lentes espelhadas em degradê.
  • STREET NEAT: modelo semelhante ao WINGS, mas com uma palete de cores mais vivas e brilhantes.
  • DIAMONDHARD SCRATCH-PROTECTION: sistema inovador com uma película que recobre a lente, tornando-a dez vezes mais resistente aos raios UV, do que as normais.

 

Visite a Indústria dos Óculos e conheça estas e outras curiosidades sobre esta lendária marca de óculos de sol.