Menu
Menu
Saltar para o conteúdo
Como identificar a ambliopia?

Como identificar a ambliopia?

A ambliopia, é um problema de visão comum em crianças, que se traduz na redução da visão que ocorre porque o cérebro ignora a imagem recebida de um dos olhos. À semelhança de outras patologias da visão, a ambliopia quando diagnosticada precocemente é facilmente tratável, principalmente se o diagnóstico e tratamento acontecerem antes dos oitos anos de idade.

Sabia que a primeira consulta de oftalmologia deve realizar-se antes dos quatro anos de idade?

Quanto mais cedo a criança receber o diagnóstico, maior é a possibilidade de recuperação total da visão. É, por isso importante estar atento aos sinais, por muito discretos que sejam.

A identificação dos sintomas de um problema de visão numa criança pequena traz dificuldades acrescidas, mas conhecer um pouco a patologia pode ser uma grande ajuda. O principal sintoma é a dificuldade em ver. Algumas ações podem denunciar a falta de visão numa criança, nomeadamente:

  • Quando a criança semicerra os olhos para tentar ver melhor e
  • Aproxima-se muito dos objetos para conseguir ver.

O diagnóstico precoce, para além da perceção dos sintomas por parte dos pais, depende também de exames preventivos de visão que devem ser feitos a todas as crianças, idealmente aos três anos de idade e continuamente durante toda a infância.  

Uma vez que o diagnóstico chegue atempadamente a ambiopia é uma patologia com uma taxa de sucesso muito elevada. O primeiro passo é o diagnóstico, o segundo é perceber a causa da ambliopia para escolher uma linha de tratamento adequada: 

  • Uso de óculos com graduação para correção de erros refrativos,
  • Oclusão: consiste em tapar o olho dominante (“olho bom”) de modo a estimular o “olho preguiçoso”,
  • Cirurgia precoce das cataratas para permitir a estimulação do córtex visual.

Os pensos oclusores são uma das formas de tratamento mais comum da ambliopia e têm sofrido várias evoluções ao longo do tempo. Estas alterações tiveram o objetivo de melhor responder às necessidades das crianças, ajudando-as a adaptar-se mais facilmente a este tratamento.   Fique a saber o que há de novos nos pensos oclusores, para melhor ajudar os seus filhos.

Para além do diagnóstico e tratamento precoces, existem outros elementos que determinam o sucesso do tratamento, nomeadamente: a idade da criança, a gravidade da ambliopia e a colaboração dos pais no cumprimento do tratamento e conselhos dados pelo oftalmologista. A junção de todos os elementos faz com que o prognostico seja positivo e mais provavelmente se reverta a situação, levando com que a criança recupere a capacidade de visão totalmente.

Caso tenha alguma dúvida, não hesite em contactar-nos ou visite-nos numa das nossas quatro lojas: Barreiro, Montijo e Seixal.

 

Artigo Seguinte Boas práticas: a limpeza do olho

Deixe um comentário

Comentários terão de ser aprovados antes de aparecerem

* Campos Obrigatórios