Menu
Menu
Saltar para o conteúdo
Doenças oculares de inverno: Conjuntivite infeciosa

Doenças oculares de inverno: Conjuntivite infeciosa

O Outono e o Inverno são épocas do ano que podem ser bastante ingratas para a visão, principalmente porque as temperaturas baixam e o vento aumenta. Nos dias de vento, este pode levantar poeiras indesejáveis e o frio pode levar à secura dos olhos.

Uma complicação comum nesta época do ano são as conjuntivites, por isso se sente as pálpebras inchadas, se tem os olhos vermelhos com secreções oculares este texto é particularmente importante para si.   

A conjuntivite infeciosa é uma inflamação, causada por vírus ou bactérias, na conjuntiva – membrana que reveste a pálpebra e cobre o branco do olho. Esta infeção pode ser de origem bacteriana ou viral, mas em ambas as situações são extremamente contagiosas, por isso passa facilmente de pessoa para pessoa ou de um olho infetado para o olho saudável. 

Para saber quando deve ir ao médico deve ter atenção aos seguintes sintomas:

  • A conjuntiva fica com tom rosado, por causa da dilatação dos vasos sanguíneos,
  • Há secreções nos olhos,
  • As secreções fazem, principalmente durante a noite, que os olhem pareçam colar,
  • Essas secreções também levam à visão turva,
  • A luz intensa incomoda.

Quando se dirigir ao médico, este irá fazer uma avaliação com base nos seus sintomas e aparência dos olhos. O diagnóstico pode, por vezes de necessitar de cultura das secreções para confirmar a origem da infeção: bacteriana ou viral, para garantir o tratamento mais assertivo possível.

Na grande generalidade das vezes as pessoas com conjuntivite acabam por melhorar sem tratamento, mas leva bastante mais tempo, principalmente aquelas de origem bacteriana.  Este tipo de infeção da conjuntiva deve ser tratado com a ajuda de colírios ou cremes com antibióticos e, por isso, necessita de prescrição médica. Para as conjuntivites de origem viral devem seguir as seguintes recomendações:

  1. Limpar as pálpebras com compressas esterilizadas humedecidas com água morna para retirar as secreções secas,
  2. Use colírio de corticosteroides para melhorar os sintomas mais grave de visão turva e sensibilidade à luz,
  3. Para diminuir o inchaço e o desconforto geral desta patologia use compressas frias,
  4. Não se esqueça de lavar com frequências as mãos com uma solução desinfetante, garantindo que não propaga a infeção a outras pessoas e ao seu olho saudável.

Se não tem conjuntivite é importante perceber se existe alguma forma de a prevenir. Apesar de não ser fácil, existem boas práticas de higiene que o podem ajudar, nomeadamente: lavar as mãos e rosto com frequência, evitar esfregar os olhos, não use toalhas alheias nem partilhe a sua, o mesmo se aplica à maquilhagem.

Os conselhos que partilhamos consigo não dispensam a visita a um médico oftalmologista para estabelecer se realmente se trata de uma conjuntivite infeciosa e qual a sua origem, uma vez que determina o tipo de tratamento. Caso tenha alguma questão sobre esta patologia pode consultar um especialista da visão das lojas Indústria dos Óculos, disponíveis sempre para o ajudar.  

Artigo anterior Abriu a maior loja de ótica da Margem Sul!
Artigo Seguinte Que serviços pode encontrar numa ótica

Deixe um comentário

Comentários terão de ser aprovados antes de aparecerem

* Campos Obrigatórios